domingo, 29 de abril de 2018

The Fall


Mark E. Smith nunca foi interessado na natureza óbvia da literatura, cinema e muito menos dos sons, tanto que ao dar início ao trabalho do The Fall na segunda metade da década de 1970, o músico britânico fez do experimento sua única certeza. Exemplar mais completo e desafiador daquilo que o músico e os parceiros de banda encontraram nos anos 1980, This Nation’s Saving Grace trabalha quase cinquenta minutos de colagens e influências alihadas dentro da mentalidade torta de Smith.

Doses assumidas de Can, The Velvet Underground, The Stooges, além de uma variedade de preferência literárias (como Laranja Mecânica, de Anthony Burgess) e televisivas (vide as passagens pela série Além da Imaginação) passeiam livremente pelo álbum. Flutuando em uma medida caótica e melódica na mesma proporção, o álbum parece assumir um propósito distinto em relação a tudo o que ocupava a cena inglesa do período. Uma leitura particular do que o Pós-Punk, o Art Rock e as bases do rock alternativo pareciam predispostas.

Acompanhado de um time mutável de instrumentistas, Smith queria apenas brincar com os sons, e é exatamente isso que ele alcança com o disco.

Texto retirado do blog | Miojo Indie

1985 | THIS NATION'S SAVING GRACE

01. Mansion
02. Bombast
03. Barmy
04. What you need
05. Spoilt Victorian child
06. L.A.
07. Gut of the quantifier
08. My new house
09. Paint work
10. I am Damo Suzuki
11. To Nk roachment: Yarbles

DOWNLOAD

Nenhum comentário: