quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Jackie-O Motherfucker

Veteranos em boa forma e título novo que mais se parece a seleção de grandes momentos da carreira, um salve para Tom Greenwood e seu enigmático (e incrivelmente batizado) coletivo Jackie-O Motherfucker.

São 15 anos de estrada e, com esse Ballads of the Revolution, aproximadamente dez álbuns com a assinatura dos improvisadores de Portland (vasta discografia alternativa). Trata-se de mais uma "experiência" proposta pela visionária banda, ocasionalmente mais acessível, ou menos hermética.

Com um pouco de tudo que os caracteriza: colagens/cut ups, turntablism, microeletrônica, ataques e sonoridades do tipo improv/free, blues, gospel, folk tudo a serviço de uma (trans)leitura idiossincrática e fantástica de certas tradições americanas. Estranha beleza emanando dos arquivos inclassificáveis.

Apesar do culto, continuam sua estranha saga como um dos segredos mais bem guardados e preciosos da marginália sônica americana.

Por | Fábio Massari


2009 - BALLADS OF THE REVOLUTION

01 | Nightingale
02 | Dark Falcons
03 | Skylight
04 | The Corner
05 | The Cryin’ Sea
06 | A Mania



DOWNLOAD