segunda-feira, 16 de outubro de 2017

Steely Dan


Eles detestam os palcos, as entrevistas e os fotógrafos. Amam Jazz, literatura Beat, perfeccionismo e sexo.

O nome foi afanado dos dildos de borracha que povoavam o livro The Naked Lunch (Almoço Nu, aqui. no Brasil), de William Burroughs. E a ideia inicial era fazer um Pop simples, que se tornaria sofisticado com o passar dos anos.

Dito e feito: quando em meados de 72 iniciaram as gravações de Can't Buy A Thrill, já possuíam um grau de sofisticação pouco comum aos grupos de caráter Pop da época - como The Grass Roots e Three Dog Night, além de já terem tocado em várias bandas e composto para muita gente.

O Steely Dan - que voltou após um hiato de treze anos - é uma verdadeira instituição musical. Os donos do império são Donald Fagen (teclados/vocais) e Walter Becker (guitarra/baixo/vocais ocasionais), dois caras excêntricos que recrutaram caros e respeitados músicos de estúdio para o grupo.

Numa discografia composta somente por quinze singles e sete álbuns, eles conseguiram vender mais de 50 milhões de discos e Can't Buy A Thrill não foi apenas.o pontapé inicial deste sucesso, como também a obra que veio a definir a concepção musical do duo.

Ou seja, a subversão de incorporar harmonias jazzísticas a tessituras Pop, adicionando pitadas de som latino, ecos de Soul Music e sombras de Traffic e de The Band. Assim, geraram uma técnica muito específica de tornar viável o que poderia ser insólito.

A arte da transfiguração comandada por Becker e Fagen contou com a ajuda preciosa das guitarras de Jeff Baxter (ex-The Fugs, ex-The Ultimate Spinach) e de Denny Dias (que mesclava Santana com Bebop), mais a precisão rítmica da bateria de Jim Hodder (ex-The Bead Game) - que emprestou seus vocais a uma das canções, "Midnight Cruiser", um tributo ao jazzista Thelonious Monk.

Neste álbum apareciam alguns dos maiores hits do Steely Dan: canções como "Do It Again", "Reelin' In The Years" e "Dirty Work" (onde os vocais principais ficaram com o tecladista David Palmer, pois Fagen morria de medo de ser um cantor). Quanto às letras deles, eram imagéticas e bizarras - Becker explicou, na época, que "elas evocavam sensações esquecidas". Que tal então despertar arrepios dos anos 70 ao reouvir Can't Buy A Thrill - e também todos os seus geniais sucessores que foram lançados pelo Steely Dan?

Texto |
Fernando Naporano
Discoteca básica da Bizz | Edição 111, Outubro de 1994

1972 | CAN'T BUY A THRILL

01. Do It Again
02. Dirty Work
03. Kings
04. Midnight Cruiser
05. Only a Fool Would Say That
06. Reelin' in the Years
07. Fire in the Hole
08. Brooklyn (Owes the Charmer Under Me)
09. Change of the Guard
10. Turn That Heartbeat Over Again

DOWNLOAD

Nenhum comentário: