Caretice

Texto e pintura by Jorge Carlet
Não espere aplausos meus à caretice que dá contornos à tua segurança; sempre avisei para deixar teus medos na portaria e abraçar a morte que nos acompanha desde o berçário.

Sei, os manuais parecem garantir uma condução estável a tua trajetória de vida, entretanto o preço é a negação das possibilidades, e isso é demais, ao menos para mim.

Mas, é claro, não pretendo aviar receita alguma - sequer as tenho para mim -, mas rejeito, e que isto fique bem claro, as tuas; o preço é demasiado alto para o que espero, que é simplesmente evitar que óleos conservadores impregnem as asas que me carregam em meu vôo, por mais cego que seja. E talvez seja este meu horizonte: aproveitar as brisas para lançar-me com todo o vigor, mesmo que seja para enfrentá-las quando for de meu gosto (ou não), por minha conta e risco.

E é justamente isto que tua caretice bíblica impede ao negar quando o que mais espero é o sim.

Então fique com a aridez com que espera alcançar os prazeres na eternidade e deixe-me aqui buscando meus oásis imediatos, sem culpas, ao contrário do destino que resolveste construir para ti.

A escolha é tua; a minha, já fiz.