quarta-feira, 20 de junho de 2018

The Beatles


Texto | Get Back

Foram apenas pouco mais de 7 anos de registro musical, mas do final de 1962 até o início de 1970 os Beatles deixaram um inigualável tesouro artístico. 13 álbuns e inúmeros singles e EPs embalam até hoje nossa lembrança e atraem cada vez mais fãs. Muitos nascidos mesmo depois da morte de John Lennon.

Não dá para escrever tudo sobre os Beatles, suas influências vão além do campo musical, e alterou em muito a maneira de pensar e vestir dos jovens dos anos 60. Do 'Yeah Yeah Yeah' até as 'Revolutions' muita coisa aconteceu, e aqui vai um breve histórico do que foi o grupo que transformou o mundo.

LIVERPOOL | Talvez os Beatles não tivessem sido os Beatles se não tivessem nascido em Liverpool. Esta cidade ao Oeste da Inglaterra era o 'must' ao que se referia ao novidades do que acontecia na América. Era lá que desembarcavam marinheiros com discos de cantores como. Elvis Presley, Little Richard, Chuck Berry, Buddy Holly. Foi aí assim que John Lennon e Paul McCartney tomaram conhecimento daquele ritmo estranho que vinha do além mar chamado 'Rock and Roll'.

John Lennon, um estudante da Quarry Bank High School tinha em 1956 uma banda chamada 'The Quarrymen' ( claro... olha o nome da escola ). Formada com colegas de turma, a banda se contentava em tocar em festinhas escolares, bingos e Igrejas, e foi atrás de uma que John Lennon, que era o líder da banda, conheceu Paul McCartney numa apresentação. Os gostos musicais os aproximaram, e visto que Paul, além de tocar e cantar bem tinha um 'quê' de Elvis Presley, foi convidado a entrar no grupo, tocando guitarra

Mais tarde Paul trouxe George Harrison, naquela época com apenas 17 anos. Apesar do pé atrás de John quanto a ter um adolescente espinhudo no grupo, ele acabou aceitando, pois George sabia muito mais acordes do que os dois juntos.Integrava ainda a banda Suart Stucliffe no baixo e vários bateristas que se revezavam e não duravam muito.

No final dos anos 50 John já estudava na Escola de Artes de Liverpool, tornando o nome 'Quarrymen' fora de propósito. Por algum tempo a banda se chamou 'Johnny and the Moondogs' , depois the 'Silver Beetles', e com o trocadilho entre 'Beetle' (besouro) e 'Beat' (batida) surgiu o nome que todos nós conhecemos até hoje.

THE BEATLES | No início dos anos 60 o grupo era formado por John, Paul e George nas guitarras, Stuart no baixo e um novo baterista chamado Pete Best ( considerado até hoje o cara mais azarado da história ). Naquela época todos faziam o estilo 'Teddy Boy', nada parecido com a imagem Beatle que conhecemos. mais pareciam James Deans tocando guitarra, com topetes, roupas de couro e botas até a canela. Foi numa viagem a Alemanha, onde tocaram em Hamburgo que Astrid Kishnerr, namorada de Stu, sugere aos garotos a pentarem o Cabelo para frente. Só Pete Best recusou.

Nessas noitadas em Hamburgo, era comum os Beatles tocarem quase 8 horas seguidas, num repertório que ia desde clássicos de filmes, até Boleros e Rock and Roll . Isso foi crucial para os rapazes, pois aí podiam experimentar com o público canções que eles começavam a escrever. Nessa época gravam um disco com Tony Sheridam, um inglês metido a Elvis Presley, mas a contribuição no disco se resume ao acompanhamento, salvo uma música instrumental e outra com o vocal de John.

Quando os Beatles voltam para a Inglaterra, Stu decide ficar com sua namorada alemã em Hamburgo, onde morre logo depois devido as consequencias de uma briga. Isso fez com que John se aproximasse mais de Paul, visto que até então Stu era seu melhor amigo.
Foi assim que Paul virou baixista.

BRIAN EPSTEIN | O até hoje famoso Cavern, era um bar numa rua escura de Liverpool, frequentado por bem comportados Jazzistas. Os Beatles tocavam lá frequentemente, o que fez o bar mudar a sua clientela por um bando de adolescentes que gritavam e curtiam Rock and Roll. Foi nesse local que Brian Epstein, conhecido empresário da cidade, dono de uma loja de discos tomou a decisão de empresariar os rapazes.
O Bem comportado empresário impõe certas regras aos rapazes , como não comer no palco, não tomar anfetaminas, agradecer as apresentações, e o mais importante, se vestirem decentemente. Tá aí a imagem que temos dos Beatles até hoje. Bem comportados meninos em terninhos impecáveis (para desespero de John Lennon, um autêntico Rocker)

Brian consegue uma audição na gravadora DECCA, em 1962, mas foram recusados, pois conforme o diretor artístico da época, os grupos de guitarra estavam acabando (este cara deve ter sido demitido logo depois). Na sua pregrinação de gravadora em gravadora, Brian bate na porta da Parlophone, uma subsidiária da mega potente 'EMI', cujo produtor era George Martin.

É claro que George Martin, com sua grande veia artística viu futuro naquele grupo. Boas músicas, bom visual, bom vocal.... só faltava uma coisa: um bom baterista. Foi nessa que Pete Best dançou, e em seu lugar entrou um velho companheiro dos garotos, Richard Starkey, mais conhecido como Ringo Starr (que ficou sendo conhecido como o cara mais sortudo do mundo)

BEATLEMANIA | O primeiro compacto, gravado no final de 1962 continha 'Love Me Do' e ' P.S. I Love You'. Fez um estardalhaço em Liverpool, mas no resto da Inglaterra chegou ao mero 17º lugar. Pouco tempo depois os rapazes compôem e lançam 'Please Please Me'. Aí sim. 1º lugar na Grã Bretanha, e o passo para o 1º LP com o mesmo nome 'Please Please Me'. os compactos 'From Me To You', She Loves You' e 'I Wanna Hold Your Hand', chegam ao topo da parada.
As várias apresentações na TV, as excursões pela Inglaterra e o lançamento do 2º LP, 'With The Beatles' deixaram o grupo para dar um passo maior na carreira : Conquistar a América.

Quando os Beatles chegaram nos Estados Unidos, estava decretada oficialmente a Beatlemania. No programa Ed Sullivan, no qual se apresentaram, fizeram um sucesso danado e a nação se surpreendeu pelo bom humor dos rapazes, na verdade, o humor cínico inglês, e 'I Wanna Hold Your Hand' fica no pico das paradas, e os Lps começam a ser lançados nos Estados Unidos, com variações e capas diferentes dos originais ingleses.

É lançado ainda o filme 'A Hard Day´s Night', que acompanha um álbum do mesmo nome... , que até hoje é cult no meio musical, e documentava o dia a dia dos Beatles. Dá-se assim uma onda de consumismo em tudo que se referia a Beatles: guitarras, carteiras, meias, lancheiras, cortinas,... e até perucas. Aproveitando toda essa repercussão lançam ainda 'Beatles For Sale' ('Á venda - ironizando a situação).

No meio de excursões e gravações, lançam em 1965, seu 2º filme, 'Help', com o álbum do mesmo nome. O filme é uma paródia dos filmes de 007, com locações em vários lugares do mundo, pois agora tinham mais dinheiro. Nessa época os quatro são condecorados pela Rainha com mérito por trazerem divisas ao Reino Unido.

REVOLUÇÃO MUSICAL | O álbum ´Rubber Soul´, lançado no final de 65 começa a mostrar que algo estava acontecendo na cabeça daqueles quatro meninos. As letras já não eram tão bobas assim, e não se resumiam em 'ela ama você' e 'eu amo ela'. A Influência de Bob Dylan, que os apresentou as drogas e o interesse por outros instrumentos e estilos musicais fizeram desse disco o 1º passo de que algo estava por vir.

´Revolver´, lançado em 66 foi definitivamente um divisor de águas, que acompanhou uma fase definitiva dos Beatles. O grupo decidiu não fazer mais turnês, pois além do desgaste, muitas músicas ficaram impossíveis de serem tocadas em shows. A declaração de John, de que eram mais populares que Jesus, a queima de discos pela Klu-Klux-Klan e Incidentes em turnês fez com que a crítica alardeasse uma suposta queda do grupo, mas o melhor ainda estava por vir.

SGT. PEPPER | O Álbum 'Sgt Pepper´s Lonely Hearts Club Band' é tido como um marco na história da musica, e para a maioria dos críticos, o disco mais importante já lançado. Em 1967 sai esse que seria o primeiro disco conceitual e o precursor do rock progressivo. Sucesso de vendas e críticas foi também um dos primeiros discos do movimento Hippie que surgia na época, tranformando músicas em pinturas e viagens, para as cabeças da época, muito mais do que simples músicas (ouça esse disco com fones de ouvido que você entenderá)

Logo depois gravam o filme para a TV ' Magical Mystery Tour', que foi um fiasco, pois o roteiro era viajandão demais para uma apresentação de natal da BBC, mas o disco contém ótimas músicas e como todos os outros, alcançou o 1º lugar rapidinho.

Foi numa palestra do mestre Hindu 'Maharishi' no País de Gales que os Beatles recebem a notícia de que seu empresário Brian Epstein havia morrido numa overdose de calmantes. Isso desestruturou o grupo, que fez com que Paul McCartney tomasse as rédeas musicais e administrativas. Foi aí que surgiu a Apple.

APPLE | O que seria uma gravadora para promover e descobrir novos artistas, logo se tornou uma dor de cabeça para os Beatles. que nunca tiveram tino comercial. A butique que abriram com o mesmo nome logo faliu, mas o selo Apple conseguiu realizar coisas valiosas, como a descoberta de James Taylor , além de todos os lançamentos dos Beatles daí por diante, como o compacto mais vendido de 1968, 'Hey Jude', que muitos duvidaram que emplacasse, pela sua duração de 7 minutos.

Do retiro que fizeram na Índia para estudar meditação, surgiu o Álbum 'The Beatles' (mais conhecido como o Álbum Branco), um disco duplo com 30 músicas, tido como um dos melhores discos de rock até então. mas que infelizmente não tinha mais aquela coesão dos 4 garotos, pois problemas começaram a surgir.

O clima pesado das gravaçoes fizeram Ringo abandonar o grupo em 68, mas que logo se arrependeu e voltou dias depois.O pior foi quando John Lennon começou a levar para o estúdio sua nova namorada, Yoko Ono, que além de não sair do seu lado começou a dar pitaco nas composições dele

Mesmo assim, em 1969 saiu o desenho animado e o disco 'Yellow Submarine', com sobras musicais que os Beatles gentilmente cederam para o filme. Do que seria um desenho sem nenhuma participação dos Beatles reais, o filme se tornou um marco da animação, tornando-se até hoje um ícone da história cinematográfica, e os próprios Beatles gostaram tanto que fizeram uma ponta no final da fita.

LET IT BE | Talvez o desespero de Paul McCartney em ver a banda se fragmentando fez com que ele levasse adiante o projeto de um novo filme chamado 'Get Back', que mostraria os Beatles unidos e de volta as origens, ensaiando, compondo, sem toda aquela parafernalia de estúdio e fazendo um show no final. As sessões foram angustiantes e só aceleraram o fim do grupo. O próprio George Harrison chegou a abandonar a banda, mas voltou também logo depois. Assim, o projeto foi arquivado e só viria a luz do dia em 1970, sob o título de 'Let it Be'.

Quando tudo parecia acabado, em meados de 1969, a banda se levanta e dá o seu último suspiro, para muitos o mais belo e o mais bonito. .'Abbey Road ' é uma obra prima, desde a capa ao conteúdo, e mostra os Beatles como sempre foram. ótimos musicos, compositores, cantores. Infelizmente, logo depois das gravações, John Lennon, que estava mais preocupado com sua nova banda 'The Plastic Ono Band ' e sua campanha pela paz, avisa que está abandonando o grupo, mas tudo foi mantido em segredo até abril de 1970 quando o próprio Paul anuncia que está deixando os Beatles, para mágoa de John, pois era ele que havia saído.

THE DREAM IS OVER | Numa famosa entrevista de John em 1970 ele anuncia que o Sonho Acabou, que os Beatles não exitem mais e não tem mais planos para gravarem juntos... mas o sonho continuou até 1980, quando milhões de pessoas alimentavam a esperança de ver aqueles caras, agora tão diferentes tocarem juntos mais uma vez.... mas não deu!... e mesmo assim, quando até hoje ouvimos os acordes finais de 'The End', no final do disco Abbey Road. Dá para pensar no legado que esse grupo deixou para nós.
Felizes somos nós que tivemos os Beatles.

ORIGINAL REMASTERS

1963 | PLEASE PLEASE ME

01. I Saw Her Standing There
02. Misery
03. Anna (Go To Him)
04. Chains
05. Boys
06. Ask Me Why
07. Please Please Me
08. Love Me Do
09. P.S. I Love You
10. Baby It's You
11. Do You Want To Know A Secret
12. A Taste of Honey
13.There's A Place
14. Twist and Shout

DOWNLOAD

1963 | WITH THE BEATLES

01. It Won't Be Long
02. All I've Got To Do
03. All My Loving
04. Don't Bother Me
05. Little Me
06. Till There Was You
07. Please Mister Postman
08. Roll Over Beethoven
09. Hold Me Tight
10. You've Really Got A Hold On Me
11. I Wanna Be Your Man
12. Devil In Her Heart
13. Not A Second Time
14. Money (That's What I Want)

DOWNLOAD

1964 | BEATLES FOR SALE

01. No Reply
02. I'm A Loser
03. Baby's In Black
04. Rock and Roll Music
05. I'll Follow the SUn
06. Mr. Moonlight
07. Kansas City, Hey-Hey-Hey-Hey
08. Eight Days A Week
09. Words of Love
10. Honey Don't
11. Every Little Thing
12. I Don't Want to Spoil The Party
13. What You're Doing
14. Everybody Trying To Be My Baby

DOWNLOAD

1964 | A HARD DAY'S NIGHT

01. A Hard Day's Night
02. I Should Have Known Better
03. If I Fell
04. I'm Happy Just to Dance With You
05. And I Love Her
06. Tell Me Why
07. Can't Buy Me Love
08. Any Time At All
09. I'll Cry Instead
10. Things We Said Today
11. When I Get Home
12. You Can't Do That
13. I'll Be Back

DOWNLOAD

1965 | HELP!

01. Help!
02. The Night Before
03. You've Got to Hide Your Love Away
04. I Need You
05. Another Girl
06. You're Going to Lose That Girl
07. Ticket to Ride
08. Act Naturally
09. It's Only Love
10. You Like Me To Much
11. Tell Me What You See
12. I've Seen That Face
13. Yesterday
14. Dizzy Miss Lizzy

DOWNLOAD

1965 | RUBBER SOUL

01. Drive My Car
02. Norwegian Wood (The Bird Has Flown)
03. You Won't See Me
04. Nowhere Man
05. Think For Yourself
06. The Word
07. Michelle
08. What Goes On
09. Girl
10. I'm Looking Through You
11. In My Life
12. Wait
13. If I Needed Someone
14. Run For Your Life

DOWNLOAD

1966 | REVOLVER

01. Taxman
02. Eleanor Rigby
03. I'm Only Sleeping
04. Love You To
05. Here, There and Everywhere
06. Yellow Submarine
07. She Said She Said
08. Good Day Sunshine
09. And Your Bird Can Sing
10. For No One
11. Doctor Robert
12. I Want to Tell You
13. Got To Get You Into My Life
14. Tomorrow Never Knows

DOWNLOAD

1967 | SGT. PEPPERS LONELY HEARTS CLUB BAND

01. Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band
02. With A Little Help From My Friends
03. Lucy In The Sky With Diamonds
04. Getting Better
05. Fixing A Hole
06. She's Leaving Home
07. Being For The Benefit of Mr. Kite!
08. Within You Without You
09. When I'm Sixty-Four
10. Lovely Rita
11. Good Morning Good Morning
12. Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band (Reprise)
13. A Day In The Life

DOWNLOAD

1967 | MAGICAL MISTERY TOUR

01. Magical Mystery Tour
02. The Fool On The Hill
03. Flying
04. Blue Jay Way
05. Your Mother Should Know
06. I Am The Walrus
07. Hello Goodbye
08. Strawberrry Fields Forever
09. Penny Lane
10. Baby You're A Rich Man
11. All You Need Is Love

DOWNLOAD

1968 | YELLOW SUBMARINE

01. Yellow Submarine
02. Only A Northern Song
03. All Together Now
04. Hey Bulldog
05. It's All To Much
06. All You Need Is Love
07. Pepperland
08. Sea of Time
09. Sea of Holes
10. Sea of Monsters
11. March of the Meanies
12. Pepperland Laid Waste
13. Yellow Submarine in Pepperland

DOWNLOAD

1968 | THE WHITE ALBUM

DISC 1
01. Back in the USSR
02. Dear Prudence
03. Glass Onion
04. Ob-la-di, Ob-la-da
05. Wild Honey Pie
06. The Continuing Story of Bungalow Bill
07. While My Guitar Gently Weeps
08. Happiness Is A Warm Gun
09. Martha My Dear
10. I'm So Tired
11. Blackbird
12. Piggies
13. Rocky Raccoon
14. Don't Pass Me By
15. Why Don;t We Do It In The Road
16. I Will
17. Julia

DISC 2
01. Birthday
02. Yer Blues
03. Mother Nature's Son
04. Everybody's Got Something to Hide Except Me and My Monkey
05. Sexy Sadie
06. Helter Skelter
07. Long, Long, Long
08. Revolution I
09. Honey Pie
10. Savoy Truffle
11. Cry Baby Cry
12. Revolution 9
13. Good Night

DOWNLOAD

1969 | ABBEY ROAD

01. Come Together
02. Something
03. Maxwell's Silver Hammer
04. Oh! Darling
05. Octopus's Garden
06. I Want You (She's So Heavy)
07. Here Comes The Sun
08. Because
09. You Never Give Me Your Money
10. Sun King
11. Mean Mr. Mustard
12. Polythene Pam
13. She Came In Through The Bathroom Window
14. Golden Slumbers
15. Carry That Weight
16. The End
17. Her Majesty

DOWNLOAD

1970 | LET IT BE

01. Two Of Us
02. Dig A Pony
03. Across the Universe
04. I Me Mine
05. Dig It
06. Let It Be
07. Maggie Mae
08. I've Got A Feeling
09. One After 909
10. The Long and Winding Road
11. For Your Blue
12. Get Back

DOWNLOAD

1988 | PAST MASTERS

CD 1
01. Love Me Do
02. From Me To You
03. Thank You Girl
04. She Loves You
05. I'll Get You
06. I Want To Hold Your Hand
07. This Boy
08. Komm, Gib Mir Deine Hand
09. Sie Liebt Dich
10. Long Tall Sally
11. I Call Your Name
12. Slow Down
13. Matchbox
14. I Feel Fine
15. She's A Woman
16. Bad Boy
17. Yes It Is
18. I'm Down

CD 2
01. Day Tripper
02. We Can Work It Out
03. Paperback Writer
04. Rain
05. Lady Madonna
06. The Inner Light
07. Hey Jude
08. Revolution
09. Get Back (With Billy Preston)
10. Don't Let Me Down (With Billy Preston)
11. The Ballad Of John And Yoko
12. Old Brown Shoe
13. Across The Universe
14. Let It Be
15. You Know My Name (Look Up The Number)

DOWNLOAD

sexta-feira, 15 de junho de 2018

Jason Kane & The Jive


Jason Kane & The Jive é uma banda rock americana, natural do Texas.

O trio lançou em 2017 o homônimo Jason Kane & the Jive.

2017 | JASON KANE & THE JIVE

01. Courthouse Blues
02. How I Do
03. Golden Rule
04. Smooth Talker
05. Crystal Ball
06. Do Me Right
07. It Ain’t Easy
08. Sweet Tooth
09. Leave It All Behind

DOWNLOAD

domingo, 10 de junho de 2018

Jon & Vangelis


Jon & Vangelis foi um projecto musical formado pelo vocalista da banda Yes, Jon Anderson, e pelo músico grego Vangelis, nos anos 80.

O primeiro encontro de ambos terá acontecido em Londres, na anos 70. Vangelis seria o substituto de Rick Wakeman nos teclados, o que nunca aconteceria. No entanto, Jon participou como vocalista nos álbuns de Vangelis Heaven and Hell (1975) e See You Later (1980), e tocando harpa no álbum Opera Sauvage (1979).

A dupla trabalhou em conjunto de 1979 a 1991, produzindo êxitos como I Hear You Now e I'll Find My Way Home.

Anderson foi o autor das letras, e Vangelis o compositor das músicas.

Texto | Wikipédia

1980 | SHORT STORIES

01. Curious Electric
02. Each And Everyday - Bird Song
03. I Hear You Now
04. The Road
05. Far Away In Baagad - Love Is
06. One More Time
07. Thunder
08. A Play Within A Play


DOWNLOAD

1981 | THE FRIENDS FO MR. CAIRO

01. I'll Find My Way Home
02. State Of Independence
03. Beside
04. The Mayflower
05. The Friends Of Mr. Cairo
06. Back To School
07. Outside Of This (Inside Of That)

DOWNLOAD
1983 | PRIVATE COLLECTION

01. Italian Song
02. And When The Night Comes
03. Deborah
04. Polonaise
05. He Is Sailing
06. Horizon



DOWNLOAD

1984 | THE BEST OF JON AND VANGELIS

01. Italian Song
02. I'll Find My Way Home
03. State of Independence
04. One More Time
05. A Play Within A Play
06. The Friends Of Mr. Cario
07. Outside Of This (Inside Of That)
08. He Is Sailing
09. I Hear You Now

DOWNLOAD

1991 | PAGE OF LIFE

01. Wisdom Chain
02. Page Of Life
03. Money
04. Jazzy Box
05. Garden Of Senses
06. Is It Love
07. Anyone Can Light A Candle
08. Be A Good Friend Of Mine
09. Shine For Me
10. Genevieve
11. Journey To Ixtlan
12. Little Guitar
13. Sing With Your Eyes (Bonus Track)

DOWNLOAD

1998 | CHRONICLES

01. I Hear You Now
02. He Is Sailing (Edited Version)
03. Thunder
04. Beside
05. Birdsong
06. A Play Within A Play
07. And When The Night Comes
08. Deborah
09. Curious Electric
10. The Friends Of Mr. Cairo
11. Back To School
12. Italian Song
13. Polonaise
14. Love Is

DOWNLOAD

terça-feira, 5 de junho de 2018

Dick Dale & His Del-Tones


A surf-music é um estilo musical que nasceu nos EUA no começo dos anos 60, tendo como base o blues, o country e as primeiras manifestações de rock and roll, provenientes de artistas como Chuck Berry e Elvis Presley. Apesar de predominantemente instrumental, o gênero possuia ritmo mais balançante, as músicas animadas em tempo 4/4 e guitarras ágeis e destacadas, todas estas características que serviram de base para o rock se consolidar. Logo, os surfistas americanos não faziam pouca merda não! Foram eles que criaram as raízes para o que viria a se tornar o estilo musical mais famoso e mais ouvido na face da terra.

Dick Dale foi um dos pioneiros no gênero.

Desde 1960, junto com seu grupo, os Del-Tones, o guitarrista já trabalhava em músicas maravilhosas que vieram a se tornar grandes sucessos, como é o clássico da peça tradicional grega "Misirlou", que virou inclusive tema de abertura do filme Pulp Fiction (aliás, cuja trilha sonora é um resgate precioso do surf rock). A coletânea King Of Surf Guitar, lançada em fins da década de 80, resgata os maiores feitos do grupo e junta-os num disco bem bacana.

É uma sonzeira que agrada aos ouvidos.

Tem um ritmo bem dançante, perfeito pra festas de twist (ah, se isso ainda existisse!). Dentre as faixas escolhidas, constam alguns dos maiores êxitos dos Del-Tones, incluindo "Misirlou". Se destacam também "Riders In The Sky", "Let's Go Trippin'", "Surf Beat", "Banzai Washout" e "Tidal Wave". Deve-se prestar atenção na releitura do clássico hebraico "Hava Nagila", que ficou realmente bem interessante quando misturado às guitarras e saxofones praianos de Dick Dale.

Há também faixas vocais dignas de um surfista da Califórnia, como "Mr. Peppermint Man" e "King Of The Surf Guitar", todas elas seguindo o mesmo naipe de agito sessentista! Pode cansar um pouco, mas é um disco bem gostoso de se ouvir, vale a pena dar uma conferida, nem que seja pra dar uma escutada ocasional de uma faixa ou outra.

Afinal, o balanço do mar também é música!

Texto retirado do blog | saqueando a Cidade

1989 | KING OF THE SURF GUITAR: THE BEST OF

01. Let’s Go Trippin’
02. Shake ‘N’ Stomp
03. Misirlou
04. Mr. Peppermint Man
05. Surf Beat
06. Take It Off
07. King Of The Surf Guitar
08. Hava Nagilal
09. Riders in the Sky
10. The Wedge
11. Night Rider
12. Mr. Eliminator
13. The Victor
14. Taco Wagon
15. Tidal Wave
16. Banzai Washout
17. One Double One Oh!
18. Pipeline

DOWNLOAD

sexta-feira, 1 de junho de 2018

Rita Lee & Tutti Frutti


Entradas e Bandeiras foi lançado em 1976, no auge da carreira do Tutti-Frutti, após cumprir um ano de prisão domiciliar por porte de maconha, Rita Lee lança este álbum que traz preciosidades de seu repertório como "Coisas da Vida, Corista do Rock e Com a Boca no Mundo".

O disco gravado em período bastante conturbado da sua vida. Devido a uma estafa, esteve afastada do processo de mixagem do LP. Além disso, grávida de três meses do compositor e guitarrista Roberto de Carvalho, Rita foi presa em sua casa, onde policiais encontraram maconha, haxixe e LSD.

Rita Lee teve que pedir permissão para se internar, quando do nascimento do seu primeiro filho. Na época, fazia temporada no Teatro Aquarius, em São Paulo.

Texto retirado do blog | Rita Lee, A Rainha do Rock

1976 | ENTRADAS E BANDEIRAS

01. Corista de Rock
02. Lady Babel
03. Coisas da Vida
04. Bruxa Amarela
05. Departamento de Criação
06. Superstafa
07. Com a Boca no Mundo (Tico tico)
08. Posso Contar comigo
09. Troca Toca

DOWNLOAD

terça-feira, 29 de maio de 2018

Naomi Shelton & The Gospel Queens


Nascida em uma família de músicos, Naomi Shelton cresceu cantando gospel com suas irmãs em igrejas por todo Alabama. Mais tarde, ela se mudou para Nova Iorque, onde passou a cantar Soul em casas noturnas do Brooklyn.

O interessante, é que depois de mais de quarenta anos desde a sua chegada em Nova York que Naomi lança seu primeiro álbum What Have You Done, My Brother?. Produzido e dirigido musicalmente por Driver Cliff, com Fred Thomas (ex-baixista James Brown), Naomi conta ainda com os vocais poderosos de Edna Johnson, Langston Cynthia e Bobbie Jean Gant, o álbum evidencia as profundas raízes do Soul e do Gospel.

Sem dúvidas, um achado fantástico, um elo perdido da Soul Music em meados de 2009. O sotaque arrastado de Naomi, entrega suas origens do Sul, Alabama, terra do Blues, do Soul, do Southern, do Rock.

Percebam o poder dos vocais de Naomi, que gravou seu primeiro álbum aos 66 anos de idade.

2009 | WHAT HAVE YOU DONE, MY BROTHER?

01. What Is This
02. What More Can I Do
03. I'll Take The Loug Road
04. What Have You Done
05. I Need You To Hold My Hand
06. Trouble In My Way
07. Jordan River
08. He Knoes My Heart
09. Am I Asking Too Much?
10. By Your Side
11. Lift My Burdens
12. Change Is Gonna Come

DOWNLOAD

sábado, 26 de maio de 2018

Peter Tosh


Peter Tosh saiu da banda de Bob Marley por causa de diferenças ideológicas seguindo para uma bem sucedida carreira solo. Ele que foi um dos mentores do Wailers, por dez anos, criou um repertório paralelo lançado em 1976, no disco de estréia Legalize It. Na Jamaica, devido ao seu forte traço cultural de lidar com diferentes tipos de ervas, alguns jamaicanos cultivam e consomem maconha no dia a dia. Pensando nisso, bem como, em favor da liberação da “erva” para diferentes atividades, desde rituais religiosos a consumo recreativo, Peter Tosh crio canções envolto numa aura de ironia, liberdade e diversão. Que pelo visto foi gravado sob uma grande névoa de fumaça.

O disco conta com nove músicas e mostra um som muito original, além da criatividade de Tosh em arranjar e compor músicas, já que, apenas Why Must I Cry e Till Your Well Runs Dry foram feitas em parcerias com Bob Marley e Bunny Livingston, respectivamente.

A primeira faixa, que tem o mesmo nome do álbum, conta com uma fabulosa linha de contra-baixo.Com seu simples refrão que diz “legalize it, don’t criminalize it”, ou seja, legalize, não criminalize, esta música foi proibida de tocar nas rádios da Jamaica. Apesar disso, o álbum recebeu crítica favorável chegando ao 54o lugar na Inglaterra, elevando Tosh, a figurar ao lado de Marley, como um dos melhores cantor de reggae.

Uma marca da personalidade de Tosh era ser irônico, isso deu motivo para criar a música Whatcha Gonna Do, que conta a parábola de uma família do gueto, arruinada pela prisão de um deles por causa do uso de maconha. Uma outra canção, bastante interessante é No Sytmpathy, há um maravilhoso solo de guitarra de Al Anderson. Além disso, No Sytmpathy é rock, e conta com um jogo de palavra que é complementado pela poderosa seção rítmica da banda que gravou o disco.

A imagem da capa é fantástica e mostra Tosh numa fértil plantação de maconha. Em grau menor do que os trabalhos posteriores, esse disco tem menos foco político.

Os músicos que participaram da gravação foram: Al Anderson e Donald Kinsey nas guitarras, Aston Barret e Roberto Shakespeare nos baixos, nas vozes Rita Marley, Bunny Wailer e Judy Mowatt, Tyrone Downie no teclado e Robbie Lee na harmonica.

Esse álbum saiu pela gravadora Virgin, com produção do próprio Tosh. O projeto gráfico foi idealizado por Howard Fritzson. O disco tem duração de 38m19s.

Para quem não conhece e gosta de reggae vale apena ouvir para senti a magia.

1976 | LEGALIZE IT

01. Legalize It
02. Burial
03. Whatcha Gonna Do
04. No Sympathy
05. Why Must I Cry
06. Igziabeher (Let Jah Be Praised)
07. Ketchy Shuby
08. Till Your Well Runs Dry
09. Brand New Second Hand
10. Ketchy Shuby (version)

DOWNLOAD

quarta-feira, 23 de maio de 2018

Shuggie Otis


Shuggie Otis (nascido Johnny Alexander Veliotes, em 30 de Novembroe, 1953, Los Angeles, Califórnia) é um cantor, compositor, produtor e multi instrumentista de R&B, rock, blues e funk. Como Stevie Wonder e Allen Toussaint antes dele - e Prince e D’Angelo depois - Shuggie Otis foi um visionário musical, cujas gravações do início dos anos 1970 já indicavam seu enorme talento, que o situava em absolutamente todas as etapas do processo musical, compondo, arranjando, apresentando-se e produzindo algumas das mais satisfatórias, inovativas e, infelizmente, negligenciadas músicas da década.

Otis é filho do cantor de rhythm and blues, músico e empresário Johnny Otis. Começou a apresentar-se profissionalmente aos 12 anos, geralmente disfarçando-se com óculos escuros e um bigode falso para que pudesse entrar nos clubes e boates onde tocava.

Multi-talentoso, Otis tocava guitarra, piano, órgão, bateria e baixo.

Em 1970 lançou seu primeiro álbum solo.

Enquanto crescia rodeado por muitos dos mais criativos músicos da época como Sly Stone e Arthur Lee, da banda Love, Otis acabou gravando com vários outros artistas como Frank Zappa (para quem tocou baixo elétrico em “Peaches en Regalia” em 1969, no álbum Hot Rats), Cal Tjader, Etta James, Eddie Vinson, e mais recentemente Mos Def.

Em 1974 Otis lançou ‘Inspiration Information’. O álbum levou quase três anos para ser terminado e todas as músicas foram escritas e arranjadas por Otis que, quase exclusivamente, tocou todos os instrumentos no álbum. Entretanto Inspiration Information” estava longe de ser um sucesso comercial. Depois de seu lançamento, Otis foi contactado por Billy Preston, em nome dos Rolling Stones, convidando-o a juntar-se a banda em sua turnê mundial que estava para começar. Ele declinou a oferta, juntamente com a chance de trabalhar com Quincy Jones na produção de seu próximo álbum (que nunca foi gravado). Depois de uma série de recusas e incidentes em apresentações, Otis ganhou a fama de “prima dona”, e passou a ser menos vendido como músico e no final das contas perdeu seu contrato de gravação com a Epic Records.

No final dos anos 1970s seu status de estrela desapareceu. Desde então, suas músicas vem sendo regravadas, utilizadas em inúmeras compilações e sampleadas por um sem-número de produtores de hip-hop, incluindo J Dilla, que sampleou a música “Not Available” para o seu lançamento de 2006. Recentemente David Byrne relançou “Inspiration Information” através de seu selo Luaka Bop, incluindo as faixas bônus de Freedom Flight.

Seu filho, Lucky Otis, tocou baixo com a banda de Johnny Otis.
Shuggie Otis aparece no livro ‘Alligator Records Presents West Coast Blues’, publicado em Agosto de 1998, pela editora ‘Hal Leonard Corporation’, de Milwaukee, Wisconsin.

O padrasto de Otis é o trompetista e bandleader, Gerald Wilson.

Otis continua a gravar esporadicamente.

Mora no povoado de Sebastopol, no nordeste da Califórnia. Sua mais recente gravação foi no CD Novemberin’ (2008 - vários artistas) onde foi acompanhando pelo guitarrista Jimmy Vivino, do Late Night com Conan O’Brien.

Texto | Last.fm

1970 | HERE COMES SHUGGIE OTIS

01. Oxford Gray
02. Jennie Lee
03. Bootie Cooler
04. Knowing (That You Want Him)
05. Funky Thithee
06. Shuggie's Boogie
07. Hurricane
09. Baby, I Needed You
10. The Hawks

DOWNLOAD

1971 | FREEDOM FLIGHT

01. Ice Cold Daydream
02. Strawberry Letter 23
03. Sweet Thang
04. Me and My Woman
05. Someone's Always Singing
06. Purple
07. Freedom Flight


DOWNLOAD

1971 | INSPIRATION INFORMATION

01. Inspiration Information
02. Island Letter
03. Sparkle City
04. Aht Uh Mi Hed
05. Happy House
06. Rainy Day
07. XL-30
08. Pling!
09. Not Available

DOWNLOAD

domingo, 20 de maio de 2018

Stray Cats


Brian Setzer era um garoto apaixonado pelo estilo dos anos 50, especialmente pelo rockabilly imortalizado por Eddie Cochran, Gene Vincent e tantos outros ídolos mortos, ou esquecidos. Brian tinha uma banda com seu irmão Gary e Bob Beecher chamada de The Bloodless Brothers, em 1979. Gary era baterista e Bob era o baixista. O nome foi logo alterado para Tom Cats, mas a formação originou duro poucos meses, pois Brian quis fazer algo melhor e quando o pianista Ken Kinnaly entrou na banda, Brian deu adeus.

Com a companhia de Leon Drucker (conhecido como Lee Rocker), no baixo, e James McDonnell (ou Slim Jim Phantom), na bateria, nascia o Stray Cats. Mas o som dos anos 50 estava devidamente morto na América e saída mais fácil foi pelo aeroporto, e no dia 19 de junho resolveram morar na Inglaterra, onde um movimento de rockabilly ressurgia com vigor.

cartaz de um show de Elvis Costello tendo os Stray Cats como banda de aberturaO grupo começou a tocar por Londres e mostrava uma grande presença de palco, sendo destaque o topete platinado de Brian, além de seu estilo preciso na guitarra. Fizeram tanto barulho que chamaram a atenção de Dave Edmunds, então uma lenda do meio e mentor da banda Rockpile. Edmund ficou amigo do trio e propôs trabalharem juntos. Exatos três meses depois de chegarem na Inglaterra, assinam um contrato com a Arista. No dia 29 do mesmo mês, abrem um show para Elvis Costello no Rainbow Theatre.

Edmunds havia gostado muito do visual do trio, em especial de Setzer. Para ele, Brian era mais parecido com Eddie Cochran do que o próprio Eddie! "Quanto tempo você leva penteado seu topete?", perguntou, rindo, certa vez.


E se o grupo tinha um bom apelo visual, possuía um apelo sonoro muito superior.A prova disso veio em fevereiro do de 1981, quando lançam o primeiro álbum intitulado somente como Stray Cats. Um disco clássico e que trazia três dos maiores hits da banda, "Runaway Boys", "Rock This Town" e "Stray Cat Strut". O disco fez bonito nas paradas de sucessos e alguns clips das canções mostravam toda o bom humor e a picardia do trio.

“Runaway Boys” vira o primeiro compacto do disco e “Rock This Town”, o segundo e parece que os anos 50 estavam de volta. (continua...)

Texto | Mofo

19811 | STRAY CATS

01. Runaway Boys
02. Fishnet Stockings
03. Ubangi Stomp
04. Jeanie, Jeanie, Jeanie
05. Storm The Embassy
06. Rock This Town
07. Rumble In Brighton
08. Stray Cat Strut
09. Crawl Up And Die
10. Double Talking Baby
11. My One Desire
12. Wild Saxophone

DOWNLOAD

quinta-feira, 17 de maio de 2018

Camisa de Vênus


No início dos anos 80, na contra mão das tradições baianas, surge uma banda que se destacaria no cenário musical brasileiro e se tornaria uma das bandas mais tocadas e respeitadas dos anos 80, o “Camisa de Vênus”.

No melhor estilo de punk rock, um movimento de ganhava força em São Paulo e comandada por Marcelo Nova, que com sua personalidade forte e voz marcante, impôs seus conceitos e bateu de frente com as gravadoras, o Camisa de Vênus logo se tornaria sucesso alavancado pela polêmica e autenticidade.

Marcelo Nova não se enquadrava no conceito baiano, não curtia carnaval, não gostava de MPB e após assistir a um show de Raulzito e os Panteras (Conjunto que tornaria famoso o grande Raul Seixas), se rendeu a esse estilo musical e também influenciado pelo rock de Led Zeppelin, Judas Priest, Chuck Berry formou o Camisa De Vênus, nome sugerido por Marcelo depois de ouvir comentários que o som da banda era barulhento e incômodo, assim como o preservativo.

Após a gravação de um compacto, a banda começa a fazer shows e se destacar, foi quando em 1983 a Som Livre os convida para gravação do seu primeiro álbum, o “Camisa De Vênus”. Logo após seu lançamento e com o sucesso “Bete Morreu” nas paradas, a gravadora, pressionada pela censura, sugere a troca do nome da banda, pois sua distribuição estava sendo prejudicada por seu nome muito ofensivo. Marcelo sugere então a mudança do nome para “Capa de Pica”!!! Como não houve acordo entre as partes, a banda foi expulsa da gravadora e a execução de suas músicas proibidas nas rádios.

Tarde demais, pois o Camisa de Vênus já havia caído no gosto musical dos jovens e o disco se tornou um sucesso de vendas.

O disco reúne músicas com letras fortes e sonoridade pesada, no melhor estilo punk rock.

Texto | Projeto Autobahn

1983 | CAMISA DE VÊNUS

01. Passamos Por Isso
02. Metastase 4:13
03. Bete Morreu
04. Correndo Sem Parar
05. Negue
06. O Adventista
07. Dogmas Tecnofacistas
08. Homen Não Chora
09. Passatempo
10. Pronto Pro Suicídio
11. Meu Primo Zé

DOWNLOAD

segunda-feira, 14 de maio de 2018

The Toasters


The Toasters é uma banda de ska. Fundada en 1982, foi a primeira banda desse estilo dos Estados Unidos, formada pelo inglês Rob "Bucket" Hingley que vivia há pouco em Nova York.

São uma banda da segunda onda do ska, onde se encontram bandas como The Specials, The Selecter, Madness, The Beat e outras. Embora algumas vezes sejam considerados como uma banda da terceira onda, na verdade foram a principal influência dela, que tem sua força na variedade e mistura de ritmos como reggae, jazz, soul, dancehall, rap e rock, pois já faziam essa mistura de ritmos na época da segunda onda.

Texto | Wikipédia

1987 | SKABOOM

01. Talk Is Cheap
02. Pool Shark
03. Weekend In L.A.
04. Shocker!
05. Toast On The Coast
06. Manipulator
07. Mr. Trouble
08. ABC's
09. East Side Beat
10. Now Or Never
11. So Loong, Back
12. Renee
13. Matt Davis
14. Ideal Man
15. Naked City
16. Recrimination
17. Razor Cut
18. Run Rudy Run
19. Radiation Skank

DOWNLOAD